04 maio 2012

Leia o rótulo!

Gente, ler o rótulo dos produtos cosméticos que uso é algo que já me preocupo há muito tempo. Mas como nunca fui boa em química na escola e não tenho lá a melhor memória do mundo, fui aprendendo aos poucos. Eu sempre procurava derivados de petróleo nas composições e se tivesse, deixava de lado.

Mas o buraco é muito mais embaixo...

FRANCAMENTE INSPIRADA no post de hoje de minha amiga Mariana , e depois de ler a composição de duas máscaras que tenho aqui e quase cair pra trás, resolvi fazer esse post.


DIGA NÃO AO PLÁGIO (o que as belas tem a ver com o post? NADA. Mas elas são iguais e meu post também. bgs)


Achei numa máscara da Miss Anne o FORMOL e na da Kevon o GLUTARAL.


Ambos são, ou eram, substâncias usadas para manter o liso na escova progressiva. Se o formol já é nocivo, o glutaral é muito pior. NÃO TENHO CERTEZA, mas já li sobre essa substância ser usada em tratamentos contra o câncer. Deve ser bem levinho né NÃO? Se não me engano, li isso no Eu amo Cabelo, mas a própria Carla (editora do blog citado) fez um post depois dizendo que não precisamos surtar caso encontremos estas substâncias em nossos rótulos. Eu acredito muito no que ela fala, dô MUITA credibilidade, até porque ela é uma profissional seríssima e sabe MUITO MAIS do que eu.
Seguem os links:
http://euamocabelo.blogspot.com.br/2010/07/glutaral-formol-e-parabeno-no-meu.html
http://euamocabelo.blogspot.com.br/2009/07/nova-escova-progressiva.html

Bom, ao ver esses nomes nas minhas máscaras, vim correndo pro google pensando MASNÉPOSSÍVELNÃOPODESERISSOQUEEUESTOUPENSANDO.





Mas era.
Fiquei bege, roxo barney. Gente, como assim? Me senti lesada, apesar de ser permitido em doses baixas bla bla bla. Mas vai que a pessoa tem hipersensibilidade? Podiam colocar bem grande na embalagem avisando né?

Mas enfim... mesmo a Carla tendo falado que não precisava surtar, eu surtei.

Com a onda de no/low poo cada vez mais fortes, mais pessoas vão se conscientizando de como essas substâncias são ruins e que precisamos LER O RÓTULO! Mas quanto mais lemos, mais decepcionados ficamos...

TEM PORCARIA EM TUDO!
E as que não tem são caras.

Lembrando que as marcas de mercado, como Tresemme, Elseve, Pantene etc fazem fórmulas 2982092092x melhor pras gringas, e pra nós brasileiras, entopem de óleo mineral, sulfato, hidróxido de sódio e outras coisas baratchenhas e ordinárias.

Vou fazer aqui a cópia LITERAL, completamente ctrl c ctrl v de uma lista de ingredientes a serem evitados. BEIJEM OS PÉS daquele que achar um produto livre dessas porcarias.

ALÔ MERCADO BRASILEIRO, QUEREMOS SAÚDE! BEIJO!



AH!! Minhas caras... muito cuidados com as embalagens alegando que o produto é NATURAL. Muitas vezes, de natural é só a cara de pau.... CUIDADO!

"Ingredientes Sintéticos a Evitar (por Aubrey Hampton)
Se pretender produtos naturais, tem que estar disposto a procurá-los. É importante aprender a ler rótulos e não ficar pelos produtos pseudo-naturais, de cuidados de pele e capilares.

Em baixo encontram-se listados e descritos os 10 produtos químicos mais frequentes nos rótulos dos produtos, ditos naturais, para tratamento da pele e cabelo
.  

1.
Parabenos (Metil, Propil, Butil e Etilparabeno) - Utilizados para inibir o crescimento microbiano e para prolongar a durabilidade dos produtos. Têm causado vários tipos de reações alérgicas e irritações cutâneas. Estudos demonstraram que são ligeiramente estrogênicos e podem ser absorvidos pelo corpo através da pele. São largamente utilizados apesar de serem conhecidos como tóxicos.  

2.
Dietanolamina (DEA), Trietanolamina (TEA) - Utilizados habitualmente, nos cosméticos, como emulsionantes e/ou agentes produtores de espuma. Podem causar reacções alérgicas, irritações nos olhos e desidratação do cabelo e pele. DEA e TEA são "aminas" (compostos a partir da amónia) e podem formar nitrosaminas causadoras de cancro quando em contacto com nitratos. São tóxicos se absorvidos pelo corpo prolongadamente.  

3.
Diazolidinil Ureia, Imidazolidinil Ureia - São amplamente utilizados como conservantes. "The American Academy of Dermatology" considerou-os a causa n.º 1 das dermatites de contacto. Dois dos nomes registrados para estes químicos são Germall II and Germall 115. Nenhum dos químicos Germall contém um bom agente fungicida, pelo que têm de ser combinados com outros conservantes. Ambos libertam formaldeido, que pode ser tóxico.  

4.
Lauril/Laureth Sulfato de Sódio – Um detergente agressivo e barato utilizado em xampus pelas suas propriedades de limpeza e de produção de espuma. Normalmente derivado de petróleo, é frequentemente dissimulado com a frase "provém de cocos". Causa irritação nos olhos, descamação do couro cabeludo (similar à caspa), irritações cutâneas e outras reações alérgicas.  

5.
Petrolatum – Também conhecido como geleia de petróleo, este óleo mineral derivado é utilizado nos cosméticos pelas suas propriedades emolientes. Não tem qualquer valor nutritivo para a pele e pode interferir com os mecanismos naturais de hidratação do corpo, levando a pele à desidratação e a gretar. Habitualmente origina as situações que reivindica aliviar. Os fabricantes usam petrolatum porque é incrivelmente barato.  

6.
Propileno Glicol – Idealmente é uma glicerina vegetal combinada com álcool de cereais, sendo ambos naturais. Habitualmente é uma combinação petroquímicos sintéticos utilizados como humidificantes. É conhecido como causador de reacções alérgicas, urticária e eczemas. Quando vir PEG (polietileno glicol) ou PPG (polipropileno glicol) num rótulo, tenha cuidado, pois são produtos químicos sintéticos idênticos.  

7.
PVP/VA Copolímero – Um produto químico derivado do petróleo utilizado em spray de cabelo, produtos para pentear e outros cosméticos. Pode ser considerado tóxico pelo fato de as partículas inaladas poderem danificar os pulmões de pessoas com sensibilidade.  

8.
Cloreto de Benzildimetil (octadecil) amônio – Stearalkonium chloride – Um composto de amônio quaternário utilizado em amaciadores de cabelo e cremes. Desenvolvido pela indústria dos tecidos como um amaciador de tecidos, sendo muito mais barato e fácil de usar, em fórmulas de amaciadores de cabelo, do que proteínas e extrato de ervas os quais são benéficos para o cabelo. Provoca reações alérgicas. Tóxico.  

9.
Cores sintéticas – Usadas para fazer os produtos cosméticos parecerem "bonitos", as cores sintéticas, assim como colorantes sintéticos para o cabelo, devem ser evitados a todo o custo. Estas são rotuladas como FD&C ou D&C, seguidas por uma cor e um número. Exemplo: FD&C Red No. 6 / D&C Green No. 6. Muitas cores sintéticas podem ser cancerígenas. Se um produto cosmético as contiver, não o use.  

10.
Fragrâncias Sintéticas – As fragrâncias sintéticas utilizadas em produtos cosméticos podem ter cerca de 200 ingredientes. Não existe forma de saber quais são os produtos químicos que as compõem, porque nos rótulos só vêm descritas como "fragrâncias". Entre os problemas provocados por estes químicos estão dores de cabeça, tonturas, irritações, hiperpigmentação, tosse forte, vômitos, irritação cutânea – e a lista continua. Conselho: Não compre um produto cosmético que tenha a palavra "fragrância" no rótulo.



Ingredientes a Evitar nos Produtos Cosméticos
(publicado pelo Environmental Working Group)
As substâncias abaixo mencionadas não são permitidas pela Soil Association (da Inglaterra) na composição de produtos de higiene pessoal.

Alpha Tocopherol ou D-Alpha Tocopherol

Mutagénico. Ligado a problemas do sistema reprodutor feminino, desde infertilidade a cancro nos orgãos reprodutores e deficiências no feto. Um ou mais estudos mostram efeitos no cérebro e sistema nervoso com doses baixas; testes in vitro em células mamíferas mostram resultado positivo para mutação das células.

Alkyloamides
- geralmente identificados nos rótulos como: Diethanolamine (DEA); Monoethanolamine (MEA); Triethanolamine (TEA), e por vezes precedido pelo nome "cocamide":
   - classificados como tóxicos por alguns governos;
   - irritante para a pele (comichão, queimadura, urticária, ...);
   - combinado com conservantes que contem formaldehyde torna-se cancerígeno;
   - se misturado com agentes nitrosantes na pele ou no corpo após a absorção, pode formar compostos cancerígenos;
   - perigoso para o ambiente (contaminação de água, ar e solos);
   - MEA - sensibilizador dos pulmões: pode instigar respostas do sistema imunitário, que incluem ataques de asma ou outros problemas pulmonares e das vias respiratórias; suspeito de apresentar riscos para a reprodução humana e desenvolvimento do feto;
   - TEA - suspeitas com evidências ainda limitadas de causar cancro.

Benzyl Benzoate

Fragrância química com uso restrito na UE. Classificado como tóxico e prejudicial em produtos para usar à volta da boca e nos lábios. Ligado a perigos para os trabalhadores que lidam com o produto, nomeadamente efeitos na saúde devido a exposição química.

Benzyl Salicylate

Fragrância química com uso restrito na UE. Conhecido tóxico do sistema imunitário e alérgeno para o consumidor.

Complexo Chlorophyllin-copper

Persistente e bio-acumulativo na vida selvagem. Testes in vitro mostraram mutações cancerígenas de células mamíferas, particularmente ao nível do sistema reprodutor feminino.

Colorantes Artificiais, ou Fragrância, “Perfume” (se não for qualificado como um óleo essencial)

“19% das crianças com eczema são sensíveis a fragrâncias”. Vários outros estudos indicam que os constantes aumentos anuais no número de dermatites está ligado ao aumento do uso de fragrâncias químicas.
Nota
: Phthalates são alérgenos encontrados em certas fragrâncias químicas e vernizes de unhas – o uso de alguns está restringido a certas quantidades na União Europeia.

Cocamidopropryl Betaine

Sujeito a restrições no uso. Conhecido tóxico do sistema imunitário. Pode conter impurezas prejudiciais, nomeadamente Nitrosaminas, ligadas ao cancro. Pode também causar sensitização no contacto directo com a pele, com reacções alérgicas ao nível da pele e pulmões.

Dimethicone (ou quaisquer outros produtos de silicone)
OLHA EU FLÁVIA DANDO PITACO. Eu acredito que apenas os silicones INSOLÚVEIS sejam prejudiciais, e não qualquer produto, como diz a lista. Mas é a MINHA OPINIÃO (e de algumas pessoas internet afora).

Hydrogenated Oils

Altamente processados e refinados, estas gorduras hidrogenadas não oferecem nenhum valor para a pele, e têm sido ligadas a doenças de coração devido ao endurecimento das artérias.

Lanolin

Um produto derivado da lã de ovelha que tem sido ligado a sensibilidade da pele, devido a resíduos de pesticidas.

Methyldibromo glutaronitrile

“..não foi estabelecido nenhum nível seguro de uso de methyldibromo glutaronitrile (MDBGN) em produtos cosméticos…é recomendado que não seja usado em nenhum produto cosmético”. Nos últimos anos a UE tem reduzido o nível de uso permitido a este conservante para 0,1% em produtos de lavagem, mas ainda é comummente usado.

Nanopartículas

Embora ainda não haja provas concretas, existem preocupações quanto a possíveis perturbações da química corporal.

Parabenos (butylparaben, ethylparaben, propylparaben, methylparaben…)

Para além de suspeitas de irritabilidade da pele, o uso de parabenos foi recentemente ligado ao cancro da mama, tendo sido encontrados vestígios destes conservantes em amostras de tumores.

Óleo de Amendoim

Ligado a alergias agudas, interna e externamente, principalmente em crianças

Óleos de Petróleo (petrolatum, parafina líquida, óleo mineral)

   - criam uma barreira na superfície da pele que bloqueia os poros, não deixando a pele respirar;
   - aceleram o processo de envelhecimento da pele ao encorajar a geração de radicais livres;
   - na União Europeia o uso de Petrolatum é muito restritivo - potencialmente contaminado com químicos ligados a cancro ou outros problemas graves de saúde (pode conter determinadas impurezas que podem causar cancro da mama);
   - tóxicos para o ambiente.

Propylene Glycol (derivado do petróleo)

   - irritante para a pele (comichão, queimadura, urticária, acne, alergias);
   - solvente de fácil absorção, altera a estrutura da pele, permitindo que outros agentes e químicos penetrem mais profundamente na pele, aumentando assim a quantidade que chega à corrente sanguínea.

Sodium Hydroxide ou Soda Caustica

Testes in vitro mostram mutação cancerígena de células mamíferas; irritante da pele e dos olhos; extremamente tóxico para os trabalhadores, é corrosivo e causa queimaduras severas em contacto com a pele e inflamação dos pulmões se inalado.

Sodium Hydroxymethylglycinate

Pode estar contaminado com impurezas tóxicas, nomeadamente Formaldehyde, conhecido cancerígeno.

Sodium Lauryl(eth) Sulphate (ou outros sulfatos)

O sodium lauryl sulphate é usado em diversos estudos clínicos como um irritante da pele. Podem conter 1,4 dioxane, um potencial carcinogénico e perturbador do sistema hormonal."

10 comentários:

  1. Seu post vai deixar muita mulher desesperada com seus produtos. Merda de mercado brasileiro! Minha mascara tem umas bostinhas dessas ai que vc citou, ou seja, essas porcarias ESTÃO EM TUDO!!! =/////// Comofas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Desespero mode on.

      Excluir
    2. Só o Dimethicone , na verdade. haha

      Excluir
    3. Esse troço é quase onipresente. Tá em quase tudo, mesmo!

      Excluir
    4. use sua mascara e feche os olhos!

      Excluir
  2. e depois de eliminar tudo isso, sobra algum produto?! ahuehuaeheauea

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobra óleo vegetal, folha, vinagre, limão.... só se for ahuahuahuhauuha

      Excluir
  3. Flávia, vejo os dois lados da moeda e sabendo que lauryl sulfato tira oleo mineral do cabelo, e sabendo que tem meninas que não usam em tratamentos com sulfatos, que tem em quase todos produtos de mercado...

    Vou dizer o que!! Rezar para que existam muitos pesquisadores e que eles possam contribuir em pesquisas de industrializados que consumimos e nas fórmulas cosméticas... Assim, todos serão iguais nos produtos e não teremos que comprar fora só porque o deles não tem esses ativos...

    Beijos
    Lucy

    ResponderExcluir
  4. Adorei as informações! Super válidas! E como eu sei que não vou gravar esses nomes (não to gravando as leis que caem na prova, imagina nome químico), já copiei naquele Ctrl+C Ctrl+V e vou imprimir para sempre que sair para comprar novos produtos eu levar!
    Adoro seu blog, fau! Me ajuda muito porque eu sou bastante ignorante em assuntos capilares :D
    BEIJOCAS FOFA!
    Thali

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga, achar produtos totalmente livres dessas coisas, você não vai. Mas acho válido tentar comprar os que tenham o minimo possível.

      Obrigada pelas palavras de carinho, estou aqui sempre, você sabe. <3

      Excluir